10 Motivos que podem deixar seus dentes amarelos

Postado em 20 de agosto de 2018 por

Compartilhe:

Ter um sorriso branco e realizar clareamento dental para essa finalidade é algo que se tornou convencional na atualidade. A preocupação com a jovialidade e a estética é uma característica muito forte da sociedade brasileira. Este período em que o narcisismo parece que toma conta da vida dos indivíduos, em que tudo se torna pessoal e individual. As “selfies” se propagam a cada dia e todos estão buscando mostrar o melhor de si. Seu melhor olhar, seu melhor sorriso, sua imensa alegria. Ninguém deseja mostrar dentes amarelos ou qualquer outra coisa que fuja das características joviais e modernas. Para isso já existem aplicativos de celular que conseguem melhorar a aparência nas fotografias, mudar a cor dos dentes e tornar a vida mais bela.

Observando esses fatos citados acima  que são impulsionados pelas celebridades, artistas, músicos e jogadores de futebol a sociedade acaba refletindo essas atitudes e pessoas procuram realizar melhorias estéticas para melhorar sua aparência. Os cuidados com a saúde bucal e o sorriso também entram na lista de preocupações para pessoas com alta exigência estética. Os brasileiros são extremamente vaidosos e preocupados com sua saúde e estética.  Dente amarelos, desgastados ou quebrados, estão fora de cogitação nesta sociedade que deseja transmitir beleza e jovialidade.

Hoje vamos conhecer 10 motivos que podem tornar seus dentes amarelos para que você entenda como conseguirá se prevenir ou como deverá tratar de determinadas situações visando um alto benefício estético para o seu sorriso. Essas evidências são muito importantes para você entender como os dentes ficam amarelos e como você poderá procurar tratamento para melhor o seu sorriso e sua auto-estima.

#1- Genética

Este é o primeiro motivo para que uma pessoa possua dentes amarelos e infelizmente não há o que se fazer para preveni-lo. Fatores genéticos são de difícil controle. As pessoas caucasianas são o principal grupo a queixar-se de possuir dentes amarelos. Mas apesar de não ter o que fazer na prevenção os tratamentos para clarear os dentes tem o costume de funcionar muito bem. Quando os motivos pelos dentes amarelos é somente este e não está associado a outros problemas como traumas, a expectativa de sucesso no tratamento é bem alta e com resultados muito satisfatórios, considerando que dificilmente o dente depois de clareado voltará à mesma tonalidade de cor original. Sendo necessário talvez após alguns anos a repetição do tratamento para renovar a cor dos dentes.

Agendar Consulta em Campo Grande ou Barra da Tijuca?

#2- Bebidas e alimentos

Este talvez seja o principal motivo de pigmentação na cor dos dentes. Todos necessitam se alimentar  diariamente e os hábitos alimentares da maioria das pessoas incluem a presença de muitos corantes. As bebidas como o café e o chá preto por exemplo são consumidas quase que diariamente pela maioria das pessoas. E essas bebidas tem um alto poder de pigmentação dentária tornando os dentes escuros e/ou amarelos. Até as restaurações dentárias também podem ser pigmentadas devido ao consumo diário desse tipo de bebida. Refrigerantes a base de cola, com sabores artificiais de frutas como laranja e uva também possuem grande concentração de corantes. O vinho tinto que muitos apreciam também tem um grande poder de pigmentar os dentes.

Alimentos também tem seu potencial para essas pigmentações dentárias. Chocolates, Molho de Tomate, Beterraba, Cenoura, Açaí, são os exemplos mais comuns de alimentos consumidos no cotidiano e que tem capacidade de deixar os dentes amarelos. Esses alimentos quando consumidos em demasia escurecem os dentes com pigmentações que denominamos de manchas extrínsecas.

Como é praticamente impossível remover todas essas bebidas e alimentos de nosso cardápio diário, para ter dentes brancos é muito interessante se tenha controle e não exagere no consumo de nenhum deles. Outra orientação é para que nos momentos que se esteja realizando um tratamento de clareamento dental aí sim procure substituir todos esses alimentos por outros que não contenham tantos corantes para obter um resultado mais interessante e duradouro do clareamento dental. Com estas simples medidas restritivas na dieta são possíveis através deste esforço, melhorar o tempo de resposta dos dentes aos agentes clareadores e observar resultados em período de tempo mais curto.

#3- Má higiene oral

A higiene oral pobre ou deficiente é um fator de grande importância para tonar o sorriso desagradável. A má higiene oral além de causar mau-hálito pode causar inflamações na gengiva e essas inflamações se não forem devidamente tratadas irão gerar um crescimento exagerado do tecido gengival e dar a aparência de que os dentes estão muito curtos. Outro ponto importante é que a higiene oral deficiente irá causar inicialmente um acúmulo de placa bacteriana que possui consistência amolecida e coloração amarelada. Esta placa bacteriana com o passar dos dias pode evoluir para a formação do tártaro ou cálculo dentário e desta forma se aderir ao dente de forma mais rigorosa formando uma camada dura sobre a superfície do dente e de coloração geralmente marrom. Tornando o sorriso escurecido e devido a sua superfície rugosa contribui para aumentar o acúmulo de placa bacteriana.

Um sorriso bonito é um sorriso limpo e livre restos alimentares e placa bacteriana. Para ter possibilidade de fazer clareamento dental é necessário estar com a gengiva saudável e livre de qualquer tipo de doença ou inflamação. Esse tratamento prévio ao clareamento engloba a raspagem e a profilaxia. Primeiro os dentes devem estar limpos e aí sim o gel clareador dental poderá atuar nos dentes amarelos e modificar sua tonalidade de cor.

#4- Consumo de tabaco

Cigarro deixe os dentes amarelos
O uso do cigarro já foi sinônimo de status social algumas décadas atrás. Os comerciais veiculados transmitiam a sensação de liberdade, diversão e juventude. Os estudos e avanços da medicina comprovaram que o uso de cigarros pode causar inúmeras doenças  e limitações para a vida do ser humano. A publicidade foi proibida, mas a venda ainda é permitida e muitas pessoas fumam diariamente. O cigarro através de suas substâncias tem grande potencial de deixar os dentes amarelos e escurecidos. O cigarro também demonstra um poder de aceleração da doença periodontal e quando associado à má higiene oral a pessoa pode inclusive vir a perder um ou mais dentes. As pigmentações causadas pelo cigarro nos dentes geralmente são extrínsecas e sendo assim com um clareamento dental a laser ou mesmo tratamento de clareamento dental caseiro irão conseguir rejuvenescer seu sorriso.

#5- Maus Tratos Dentários/ Traumas

Os traumas dentários são muito incômodos. Além de gerarem o desconforto de alguma batida, pancada ou qualquer tipo de acidente que tenha levado ao trauma é muito comum observarmos que algum tempo depois este dente que sofreu o trauma torne-se amarelo e destoe da cor dos demais dentes que o paciente possua. Sempre que se vive algum trauma dental é muito importante ir ao dentista para avaliar as possíveis consequências e necessidades de tratamento. Depois é necessário acompanhamento periódico para observar que tipo de evolução terá o dente. Infelizmente quando se ocorre a situação do dente escurecer gradualmente, muitas vezes para se conseguir tornar o dente agradável esteticamente será necessário realizar tratamentos mais invasivos como o tratamento de canal e a confecção de coroas de porcelana. Nesses casos dificilmente o clareamento dental será o suficiente para recuperar esta situação.

Outra situação muito comum de ser observada é que pessoas que possuem restaurações dentárias muito antigas como as de amálgama que é um material de cor prateada, restauração ásperas ou com adaptação ruim também tem uma tendência a possuir esses dentes envolvidos nestes tratamentos com a coloração alterada e ou até mesmo mais amarelados que os outros dentes.

#6- Medicamentos

Medicamentos podem pigmentar os dentes, a tetraciclina é o medicamento mais citado na literatura que possui a capacidade de pigmentação dentária principalmente durante a infância numa fase em que muitos dentes permanentes estão em desenvolvimento. O flúor apesar de não ser visto propriamente como medicamento é uma substância que está ao alcance de todos e possui também grande potencial de modificar a aparência dos dentes modificando seu padrão convencional de cor, a principal forma do flúor atuar de maneira negativa é quando crianças ingerem pasta de dente diariamente durante algum período da infância, este quadro clínico que se instala denominamos de fluorose dental.

#7- Tratamento de Canal

Dentes que perdem sua vitalidade por uma lesão de cárie extensa que não foi tratada quando ainda não havia crescido tanto ou dentes que sofreram algum trauma ou fratura e necessitaram de tratamento de canal. O tratamento de canal desvitaliza a polpa do dente e muitas vezes isso pode causar um desconforto estético. Para dentes com canal tratado existe a possibilidade de realizar o clareamento interno do dente que é um procedimento realizado exclusivamente no dente que possui o tratamento de canal. O tratamento é realizado pelo próprio dentista e em alguns casos com apenas algumas aplicações consegue-se um resultado satisfatório. Porém não são todos os casos de clareamento interno que tem resultados positivos.

#8- Aparelho ortodôntico

O uso de aparelho ortodôntico facilita o processo de escurecimento dos dentes pois as peças do aparelho coladas nos dentes e os elásticos utilizados para prender o fio do aparelho servem como grande fator de retenção para alimentos e bebidas que possuem corantes agirem por mais tempo na superfície dental. A pessoa que possui aparelho ortodôntico deve ter uma higiene cuidadosa para não ficar com dentes amarelos no decorrer do tratamento. O aparelho sozinho não pigmenta os dentes, porém se não houver higiene bucal correta ele se tornará um fator de retenção de alimentos e bactérias.

#9- Envelhecimento

Envalhecimento torna os dentes amarelos

O envelhecimento é um fator natural da vida de todas pessoas e assim como outras partes do corpo que se modificam, os dentes também sofrem o processo de envelhecimento que ocorre internamente com a dentina que é a camada presente entre o esmalte e a polpa dentária se expande em direção a polpa tornando a polpa dentária menor. A coloração da dentina natural é amarelada e a consequência do envelhecimento é a constatação de dentes amarelos. Em alguns casos mesmo se realizando o clareamento dental é difícil obter resultados favoráveis em pacientes idosos que nunca passaram por um clareamento dental durante a vida. E para pessoas com idade mais avançada que possuem dentes naturais e desejam clarear algumas vezes pode ser necessário realizar tratamentos um pouco mais invasivos como facetas de porcelana e coroas dentárias.

#10- Desgaste dentário

O desgaste dentário pode ter muitas causas, a mais comum de ocasionar o desgaste dos dentes é o que é conhecido popularmente como bruxismo. Esse desgaste é gerado através da ação de apertar os dentes superiores contra os dentes inferiores. Esta ação geralmente ocorre no período noturno quando o paciente está dormindo e pode ser uma forma de liberação de stress como também pode estar associada a problemas ortodônticos ou mesmo a falta de alguns dentes na boca. O resultado é que os dentes que sofrem o bruxismo ficam com suas bordas irregulares, a dentina orna-se exposta e os dentes demonstram uma aparência escurecida.

Compartilhe:

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2018 RMA Odontologia. Todos os direitos reservados.
Site desenvolvido por Comersite